Contagem regressiva para a Jornada Unitária em Defesa dos Serviços Públicos

02/09/2020 - 18:20

No dia da entrega da reforma administrativa ao Congresso, a Confetam/CUT intensifica a mobilização nacional para a Jornada que planejará a resistência dos trabalhadores do serviço público.

No dia da entrega da proposta de reforma administrativa do desgoverno Bolsonaro ao Congresso Nacional, prevista para esta quinta-feira (3), trabalhadores e trabalhadoras de prefeituras, governos estaduais e federal, de empresas públicas e estatais lançam a Jornada Unitária de Lutas em Defesa dos Serviços Públicos. O ato virtual de lançamento está marcado para às 18h desta quinta e deve se prolongar até às 21h, com transmissão ao vivo pelas páginas de Facebook e Youtube da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT).

Com a participação de parlamentares comprometidos com a defesa dos serviços públicos no Congresso Nacional, o debate focará o planejamento da resistência dos servidores públicos das três esferas de governo à reforma administrativa.

Para aprofundar as discussões, a Jornada conta com a realização de dois seminários virtuais no mês de setembro, sendo o primeiro no dia 10, com o tema "Mitos e verdades sobre serviços, servidores públicos, as empresas públicas e estatais e seus trabalhadores", e o segundo no dia 24, sobre "Privatizações, desnacionalização do patrimônio e das riquezas nacionais". Os seminários, que iniciarão às 18 horas, também serão transmitidos ao vivo.

Mobilização

“Estamos mobilizando as servidoras e servidores municipais de todo o país para que compartilhem, marquem os amigos e divulguem para os sindicatos direto da página da Confetam no Facebook, que fará as transmissões ao vivo”, explica a presidenta da Confetam/CUT, Vilani Oliveira.   

Dentro da agenda de divulgação da Jornada, Vilani dá entrevista à TV dos Trabalhadores (TVT), às 9h desta quinta-feira (3). A dirigente nacional do ramo dos municipais CUTistas enfatizará a importância das atividades não só para os servidores, mas especialmente para os usuários dos serviços públicos, principais prejudicados pela política nefasta de privatizações defendida pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo banqueiro-ministro da Economia, Paulo Guedes.

A Jornada Unitária de Lutas culminará com um ato nacional, no dia 30 de setembro, em defesa dos servidores e serviços públicos.

Como aderir à Jornada

1. Marque na agenda a data do ato de lançamento: 3 de setembro, quinta-feira, às 18 horas;
2. Convoque as bases e convide a população em geral, especialmente pessoas próximas;
3. Dialogue com as pessoas sobre a importância dos serviços públicos e a necessidade de proteção dos trabalhadores da administração pública;
4. Grave vídeos e compartilhe nas redes sociais, alertando para o desmonte do Estado e convidando todas/os para aderir à Jornada;
5. Acompanhe as divulgações da Confetam/CUT sobre as ações da Jornada e compartilhe sempre.

Agende-se:

3 de setembro, das 18 às 21h: Ato virtual de lançamento da Jornada Unitária em Defesa dos Serviços Públicos

10 de setembro, das 18 às 20h: Seminário Os mitos e as verdades sobre servidores e serviços públicos, empresas públicas, estatais e seus trabalhadores

24 de setembro, das 18 às 20h: Seminário As privatizações, a desnacionalização do patrimônio público e das riquezas nacionais

30 de setembro: Ato Nacional em Defesa dos Servidores e Serviços Públicos

Os links das atividades serão disponibilizados

 

Com informações da Condsef/Fenadsef