Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Bolsonaro vai acabar com aumento real do piso salarial de professor

Desgoverno prossegue ataque à educação e agora quer vincular o reajuste do piso salarial dos professores da educação básica à inflação, o que elimina o ganho real garantido pela lei atual.

Escrito por: Brasil 247 • Publicado em: 19/10/2020 - 17:17 • Última modificação: 19/10/2020 - 17:27 Escrito por: Brasil 247 Publicado em: 19/10/2020 - 17:17 Última modificação: 19/10/2020 - 17:27

Marcello Casal Jr./Agência Brasil .

O governo Bolsonaro  promove mais ataque à área educacional, desta vez para acabar com uma conquista histórica dos professores. Segundo informações do jornal Folha de S.Paulo, o governo quer vincular o reajuste do piso salarial dos professores da educação básica à inflação, o que elimina o ganho real garantido pela lei atual. A proposta do governo é alterar a lei do piso na regulamentação do Fundeb.

A Lei do Piso, de 2008, vincula reajuste anual à variação do valor por aluno do Fundeb, o que reflete em aumentos acima da inflação, mas pressiona as contas de estados e municípios. O governo quer que a atualização seja só pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

A reportagem também denunciou que o governo disparou mais fake news no dia dos professores, 15 de outubro, e fez propaganda nas redes sociais do aumento 12,84% do piso, como se fosse realização da gestão, apesar de ser lei. 

"Maior reajuste salarial para professores da educação básica desde 2012", diz mensagem da Secretaria de Comunicação.

Título: Bolsonaro vai acabar com aumento real do piso salarial de professor, Conteúdo: O governo Bolsonaro  promove mais ataque à área educacional, desta vez para acabar com uma conquista histórica dos professores. Segundo informações do jornal Folha de S.Paulo, o governo quer vincular o reajuste do piso salarial dos professores da educação básica à inflação, o que elimina o ganho real garantido pela lei atual. A proposta do governo é alterar a lei do piso na regulamentação do Fundeb. A Lei do Piso, de 2008, vincula reajuste anual à variação do valor por aluno do Fundeb, o que reflete em aumentos acima da inflação, mas pressiona as contas de estados e municípios. O governo quer que a atualização seja só pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). A reportagem também denunciou que o governo disparou mais fake news no dia dos professores, 15 de outubro, e fez propaganda nas redes sociais do aumento 12,84% do piso, como se fosse realização da gestão, apesar de ser lei.  Maior reajuste salarial para professores da educação básica desde 2012, diz mensagem da Secretaria de Comunicação.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.