Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Confetam e Fetamce repudiam perseguição política a professores da Faculdade de Direito da UFC

Ataques a docentes partem do interventor da UFC e do diretor da Faculdade.

Escrito por: Fetamce • Publicado em: 18/09/2020 - 10:12 • Última modificação: 18/09/2020 - 12:31 Escrito por: Fetamce Publicado em: 18/09/2020 - 10:12 Última modificação: 18/09/2020 - 12:31

. .

A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) e a Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) manifestam veemente repúdio à perseguição sofrida pelos/as professores/as Beatriz Xavier, Cynara Mariano, Felipe Braga, Gustavo Cabral e Newton Albuquerque, servidores/as da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará – UFC.

Os/as docentes são atacados/as pelo interventor da UFC e pelo diretor da referida faculdade, que impetraram ações de indenização por danos morais, indicação de sindicância administrativa e abertura de Processo Administrativo Disciplinar (PAD), a ser concluído em 60 dias e com indicação de demissão. Toda essa artilharia é fruto de perseguição política, tendo em vista que, além da atuação dos/as professores/as no movimento docente da UFC, os/as profissionais/as disputaram com o próprio interventor e com o atual diretor da Faculdade de Direito as últimas eleições para a diretoria da faculdade.

A Confetam e a Fetamce demarcam posição de luta em defesa dos ideais democráticos em cumprimento aos seus princípios fundantes dentre os quais a liberdade e autonomia da vida sindical frente às instituições do Estado, do governo e do patronato em geral, e, ainda, a defesa das liberdades democráticas e da própria democracia, a qual resta frontalmente atacada quando da nítida perseguição contra os/as professores/as em razão de suas convicções e posicionamentos em prol da Universidade.

Assim, expressam, de igual modo, solidariedade aos/às professores/as atingidos diretamente pela ação antidemocrática perpetrada. São inaceitáveis atitudes. O ataque aos/às profissionais, sob estes aspectos, na verdade, constitui flagrante desrespeito à Constituição Federal, à democracia e ao Estado de Direito.

Enquanto entidades representativas de classe, a Confetam e a Fetamce compreendem que não se pode aceitar que a Administração Pública se utilize de ameaças ou atitudes que minam a democracia e uso de métodos de perseguição contra membros da Sociedade Civil.

Direção Nacional da Confetam/CUT e Direção Estadual da Fetamce

Título: Confetam e Fetamce repudiam perseguição política a professores da Faculdade de Direito da UFC, Conteúdo: A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) e a Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) manifestam veemente repúdio à perseguição sofrida pelos/as professores/as Beatriz Xavier, Cynara Mariano, Felipe Braga, Gustavo Cabral e Newton Albuquerque, servidores/as da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará – UFC. Os/as docentes são atacados/as pelo interventor da UFC e pelo diretor da referida faculdade, que impetraram ações de indenização por danos morais, indicação de sindicância administrativa e abertura de Processo Administrativo Disciplinar (PAD), a ser concluído em 60 dias e com indicação de demissão. Toda essa artilharia é fruto de perseguição política, tendo em vista que, além da atuação dos/as professores/as no movimento docente da UFC, os/as profissionais/as disputaram com o próprio interventor e com o atual diretor da Faculdade de Direito as últimas eleições para a diretoria da faculdade. A Confetam e a Fetamce demarcam posição de luta em defesa dos ideais democráticos em cumprimento aos seus princípios fundantes dentre os quais a liberdade e autonomia da vida sindical frente às instituições do Estado, do governo e do patronato em geral, e, ainda, a defesa das liberdades democráticas e da própria democracia, a qual resta frontalmente atacada quando da nítida perseguição contra os/as professores/as em razão de suas convicções e posicionamentos em prol da Universidade. Assim, expressam, de igual modo, solidariedade aos/às professores/as atingidos diretamente pela ação antidemocrática perpetrada. São inaceitáveis atitudes. O ataque aos/às profissionais, sob estes aspectos, na verdade, constitui flagrante desrespeito à Constituição Federal, à democracia e ao Estado de Direito. Enquanto entidades representativas de classe, a Confetam e a Fetamce compreendem que não se pode aceitar que a Administração Pública se utilize de ameaças ou atitudes que minam a democracia e uso de métodos de perseguição contra membros da Sociedade Civil. Direção Nacional da Confetam/CUT e Direção Estadual da Fetamce



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.