Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Confetam participa da Oficina Mulheres e Brics/NBD

As participantes discutirão a integração do movimento de mulheres do Brasil com os projetos de desenvolvimento do bloco econômico

Escrito por: Déborah Lima • Publicado em: 16/08/2017 - 14:34 • Última modificação: 16/08/2017 - 14:58 Escrito por: Déborah Lima Publicado em: 16/08/2017 - 14:34 Última modificação: 16/08/2017 - 14:58

. Ministros da Fazenda dos países integrantes dos BRICS subscrevem criação do banco de desenvolvimento

Líderes feministas de todo o Brasil, entre elas a secretária de Mulheres do Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), Ozaneide de Paulo, participam hoje, em São Paulo, da Oficina Mulheres e Brics/NBD - Novo Banco de Desenvolvimento. O objetivo é articular um número maior de entidades brasileiras em torno da agenda do Brics - grupo político de cooperação entre o Brasil, Rússia, Índia, China e Africa do Sul -, e do NBC - o banco de desenvolvimento do Brics. 

A reunião também conta com a presença de integrantes do Grupo de Trabalho de Gênero da Rede Brasileira de Integração dos Povos (Rebrip) que já se encontravam na Capital Paulista para participar da reunião do GT.

Integração das mulheres aos fóruns do Brics 

As participantes saberão como se dá a interface entre organizações da sociedade civil e movimentos sociais com o banco de desenvolvimento do bloco econômico, e a integração das mulheres nesses processos e nos fóruns do Brics. 

Essas questões serão debatidas a partir do estudo do texto base "Sociedade civil e o Novo Banco de Desenvolvimento: aonde estamos e para onde vamos?". A partir do documento de apoio para oficina, serão articuladas estratégias de incidência dos segmentos socias organizados no Brasil na política de gênero do NBD.

Agenda

A cúpula do Brics se reúne em setembro na cidade de Xiamen, na China. No mês seguinte, de 25 a 26 de outubro, em Xangai, será a vez reunião da sociedade civil com o NBC. 

Confira o programa da Oficina Mulheres e Brics/NBD​

13:00 – 14:00
Diálogo 1 - Os BRICS: Histórico e desafios para as mulheres

Graciela Rodriguez (EQUIT) e Alice Amorim (GIP)
Participação da sociedade civil e das mulheres no processo BRICS
Desenvolvimento e Gênero. Papel do Novo Banco de Desenvolvimento dos BRICS
O BRICS Feminist Watch e as oportunidades e demandas de articulações internacionais

14:30 – 15:00
Diálogo 2 - Bancos de Desenvolvimento e o NBD

Maria Elena Rodriguez (BPC)
Bancos públicos de financiamento. Foco no NBD: desenvolvimento de infraestrutura sustentável e energias renováveis Perspectivas de incidência no NBD

16:00 – 16:40
Diálogo 3 - Impactos nas mulheres nas políticas energéticas e dos megaprojetos

Antonia Melo (Xingu Vivo) e Ligia Alves Viana
Consequências da barragem de Belo Monte
Caso parques eólicos no Ceará

16:40 -17:20
Debate final - Qual o interesse das mulheres no NBD e na agenda dos BRICS?

Financiamento das políticas de superação das desigualdades de gênero? Políticas do cuidado para o desenvolvimento? Outras?
Estratégias do feminismo em relação ao NDB

Título: Confetam participa da Oficina Mulheres e Brics/NBD, Conteúdo: Líderes feministas de todo o Brasil, entre elas a secretária de Mulheres do Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), Ozaneide de Paulo, participam hoje, em São Paulo, da Oficina Mulheres e Brics/NBD - Novo Banco de Desenvolvimento. O objetivo é articular um número maior de entidades brasileiras em torno da agenda do Brics - grupo político de cooperação entre o Brasil, Rússia, Índia, China e Africa do Sul -, e do NBC - o banco de desenvolvimento do Brics.  A reunião também conta com a presença de integrantes do Grupo de Trabalho de Gênero da Rede Brasileira de Integração dos Povos (Rebrip) que já se encontravam na Capital Paulista para participar da reunião do GT. Integração das mulheres aos fóruns do Brics  As participantes saberão como se dá a interface entre organizações da sociedade civil e movimentos sociais com o banco de desenvolvimento do bloco econômico, e a integração das mulheres nesses processos e nos fóruns do Brics.  Essas questões serão debatidas a partir do estudo do texto base Sociedade civil e o Novo Banco de Desenvolvimento: aonde estamos e para onde vamos?. A partir do documento de apoio para oficina, serão articuladas estratégias de incidência dos segmentos socias organizados no Brasil na política de gênero do NBD. Agenda A cúpula do Brics se reúne em setembro na cidade de Xiamen, na China. No mês seguinte, de 25 a 26 de outubro, em Xangai, será a vez reunião da sociedade civil com o NBC.  Confira o programa da Oficina Mulheres e Brics/NBD​ 13:00 – 14:00 Diálogo 1 - Os BRICS: Histórico e desafios para as mulheres Graciela Rodriguez (EQUIT) e Alice Amorim (GIP) Participação da sociedade civil e das mulheres no processo BRICS Desenvolvimento e Gênero. Papel do Novo Banco de Desenvolvimento dos BRICS O BRICS Feminist Watch e as oportunidades e demandas de articulações internacionais 14:30 – 15:00 Diálogo 2 - Bancos de Desenvolvimento e o NBD Maria Elena Rodriguez (BPC) Bancos públicos de financiamento. Foco no NBD: desenvolvimento de infraestrutura sustentável e energias renováveis Perspectivas de incidência no NBD 16:00 – 16:40 Diálogo 3 - Impactos nas mulheres nas políticas energéticas e dos megaprojetos Antonia Melo (Xingu Vivo) e Ligia Alves Viana Consequências da barragem de Belo Monte Caso parques eólicos no Ceará 16:40 -17:20 Debate final - Qual o interesse das mulheres no NBD e na agenda dos BRICS? Financiamento das políticas de superação das desigualdades de gênero? Políticas do cuidado para o desenvolvimento? Outras? Estratégias do feminismo em relação ao NDB



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.