Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Covid-19: Câmara do DF aprova 20% de adicional de insalubridade para servidores

A proposta, aprovada em dois turnos, segue para apreciação do governador Ibaneis Rocha

Escrito por: Correio Brasiliense • Publicado em: 29/04/2020 - 11:18 Escrito por: Correio Brasiliense Publicado em: 29/04/2020 - 11:18

Reprodução da Internet

A Câmara Legislativa aprovou, na tarde desta terça-feira (28/4), um projeto de lei complementar que prevê a concessão de 20% de adicional de insalubridade para servidores públicos que atuam diretamente no atendimento de pessoas com o novo coronavírus, além do controle e da prevenção da doença. A proposta, aprovada em dois turnos, segue para apreciação do governador Ibaneis Rocha (MDB). 

A porcentagem de aumento estabelecida corresponde ao grau mais alto previsto na Lei Complementar nº 840/2011, que dispõe sobre o Regime Jurídico Único dos Servidores. A matéria muda a norma para conceder percentual máximo de adicional de insalubridade aos agentes públicos que atuarem de forma direta na prevenção e no combate a pandemias declaradas pelo Poder Público.

O texto, apresentado pela distrital Arlete Sampaio (PT), assegura o benefício a funcionários públicos distritais que trabalham em serviços essenciais, como profissionais da saúde, do Departamento de Trânsito (Detran) e do Procon. Se sancionada, a medida valerá enquanto durar o estado de calamidade pública no DF. 

Dos 20 parlamentares presentes à sessão, que ocorreu pela internet, apenas a deputada Júlia Lucy (Novo) votou contra a matéria. Apesar de elogiar a iniciativa, ela justificou que a proposta é de competência do Poder Executivo.

 
Título: Covid-19: Câmara do DF aprova 20% de adicional de insalubridade para servidores, Conteúdo: A Câmara Legislativa aprovou, na tarde desta terça-feira (28/4), um projeto de lei complementar que prevê a concessão de 20% de adicional de insalubridade para servidores públicos que atuam diretamente no atendimento de pessoas com o novo coronavírus, além do controle e da prevenção da doença. A proposta, aprovada em dois turnos, segue para apreciação do governador Ibaneis Rocha (MDB).  A porcentagem de aumento estabelecida corresponde ao grau mais alto previsto na Lei Complementar nº 840/2011, que dispõe sobre o Regime Jurídico Único dos Servidores. A matéria muda a norma para conceder percentual máximo de adicional de insalubridade aos agentes públicos que atuarem de forma direta na prevenção e no combate a pandemias declaradas pelo Poder Público. O texto, apresentado pela distrital Arlete Sampaio (PT), assegura o benefício a funcionários públicos distritais que trabalham em serviços essenciais, como profissionais da saúde, do Departamento de Trânsito (Detran) e do Procon. Se sancionada, a medida valerá enquanto durar o estado de calamidade pública no DF.  Dos 20 parlamentares presentes à sessão, que ocorreu pela internet, apenas a deputada Júlia Lucy (Novo) votou contra a matéria. Apesar de elogiar a iniciativa, ela justificou que a proposta é de competência do Poder Executivo.  



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.