Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Municipais de São José dos Campos vão aderir à Greve Geral do dia 30

Decisão foi tomada em assembleia da categoria, na última quarta-feira (21)

Escrito por: SindservSJC • Publicado em: 23/06/2017 - 15:59 • Última modificação: 23/06/2017 - 16:23 Escrito por: SindservSJC Publicado em: 23/06/2017 - 15:59 Última modificação: 23/06/2017 - 16:23

. .

A resposta da prefeitura de São José dos Campos (SP) em relação à pauta de reivindicações da Campanha Salarial 2017 decepcionou os servidores municipais que compareceram na assembleia desta quarta-feira (21). A categoria decidiu aderir à Greve Geral de 30 de junho em protesto à devolutiva do governo municipal e contra as reformas trabalhista e previdenciária do desgoverno Temer.

A concentração será às 8 horas, na porta do Paço Municipal. Em seguida, os servidores seguirão em passeata até a Praça Afonso Pena, onde se somarão às demais categorias. Os serviços públicos essenciais deverão ser mantidos.

Compensação das greve anteriores

O governo confirmou aquilo que o Sindicato dos Servidores Municipais de São José dos Campos (SindservSJC) já havia comunicado: todos os servidores que assinaram a lista do SindservSJC poderão compensar a falta de 28 de abril, data da primeira greve geral, sem nenhum prejuízo. 

Sobre a greve do dia 15 de março, permanece também o que a entidade já havia informado: somente será excluído o “efeito punitivo” no prontuário, mas não haverá compensação. O servidor que não for atendido nesses critérios ou que sentir-se prejudicado de alguma forma, deve entrar em contato com o sindicato relatando a situação. 

Título: Municipais de São José dos Campos vão aderir à Greve Geral do dia 30, Conteúdo: A resposta da prefeitura de São José dos Campos (SP) em relação à pauta de reivindicações da Campanha Salarial 2017 decepcionou os servidores municipais que compareceram na assembleia desta quarta-feira (21). A categoria decidiu aderir à Greve Geral de 30 de junho em protesto à devolutiva do governo municipal e contra as reformas trabalhista e previdenciária do desgoverno Temer. A concentração será às 8 horas, na porta do Paço Municipal. Em seguida, os servidores seguirão em passeata até a Praça Afonso Pena, onde se somarão às demais categorias. Os serviços públicos essenciais deverão ser mantidos. Compensação das greve anteriores O governo confirmou aquilo que o Sindicato dos Servidores Municipais de São José dos Campos (SindservSJC) já havia comunicado: todos os servidores que assinaram a lista do SindservSJC poderão compensar a falta de 28 de abril, data da primeira greve geral, sem nenhum prejuízo.  Sobre a greve do dia 15 de março, permanece também o que a entidade já havia informado: somente será excluído o “efeito punitivo” no prontuário, mas não haverá compensação. O servidor que não for atendido nesses critérios ou que sentir-se prejudicado de alguma forma, deve entrar em contato com o sindicato relatando a situação. 



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.