Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Servidores de Jaraguá do Sul conquistam recomposição salarial de 7,42%

Trabalhadores públicos municipais irão recuperar o valor de compra de suas remunerações

Escrito por: Confetam • Publicado em: 18/02/2021 - 17:34 • Última modificação: 19/02/2021 - 00:28 Escrito por: Confetam Publicado em: 18/02/2021 - 17:34 Última modificação: 19/02/2021 - 00:28

Reprodução da Internet

“Uma vitória dos servidores municipais de Jaraguá do Sul”. Assim classificou o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaraguá do Sul e Região (Sinsep), Luiz Cezar Schorner, após a categoria conquistar recomposição salarial de 7,42%.

A reposição na remuneração dos servidores, que será aplicada no início de maio e será acrescida do IPCA registrado em fevereiro e março, para pagamento em junho, foi anunciada Prefeitura de Jaraguá do Sul na manhã de hoje (17).

Com esses percentuais aditivados aos salários, os trabalhadores públicos irão recuperar o valor de compra de suas remunerações, perdido pela inflação acumulada entre abril de 2019 e março de 2021. De acordo com a Lei 173/2020, estados e municípios não podem conceder aos salários dos servidores reajustes acima do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Desde o ano passado o sindicato catarinense mobiliza a categoria para a Campanha Salarial 2021. Em setembro, o Sindicato solicitou audiência com os prefeitos da região, inclusive em Jaraguá do Sul, para discutir a concessão de reajuste salarial imediato aos servidores, em virtude do aumento do custo de vida no país e em meio à pandemia do novo coronavírus. No mesmo mês, a assessoria jurídica do sindicato encaminhou à Prefeitura um Parecer em relação à Lei 173, defendendo a concessão de reajuste salarial com base no IPCA. Entre setembro e início de dezembro de 2020, o secretário de Administração e Finanças, Argos José Burgardt, acompanhado pelo Diretor de Gestão de Pessoas, Alessandro Buozi Martins, estiveram na sede do Sinsep, onde ouviram as reivindicações da categoria em relação à legalidade da reposição salarial e entre outros assuntos. No lançamento da Campanha Salarial, no dia 28 de janeiro, durante live na fanpage do Sindicato no Facebook, houve palestra e debate sobre as interpretações da Lei 173.

Mesmo enaltecendo esta vitória da categoria, a direção do Sinsep lembra que a recomposição nos salários atende em parte a pauta de reivindicações, aprovada em Assembleia Geral virtual realizada na noite do dia 11 de fevereiro. A lista de reiniciações inclui ainda aumento no auxílio alimentação, que deve ser nos mesmos percentuais dos salários, e que o seu pagamento seja estendido a todos os servidores no valor máximo. Além disso, os profissionais pleiteiam que as horas-extras trabalhadas não sejam computadas como critério para ter direito ao benefício; a homologação do concurso realizado no início de 2020; a revisão no Plano de Cargos e Salários dos Servidores; a revisão no Estatuto do Magistério; e a manutenção e ampliação dos direitos da categoria.

“Vamos continuar negociando estes demais pontos da nossa pauta de reivindicações até a data-base da categoria, que é em 1º de abril”, reforçou o presidente do Sinsep.

Já ontem (16) à tarde, diretores do Sindicato estiveram na Câmara para conversar pessoalmente com os vereadores e pedir apoio à campanha salarial dos servidores. Cada vereador recebeu a pauta na íntegra. “Nossa visita aos vereadores surtiu o efeito desejado, já que o anúncio do reajuste aconteceu logo após a reunião entre o prefeito e os vereadores de sua base, nesta manhã”, acredita Luiz Cezar Schorner, reforçando que o Sinsep ainda continua na luta para resgatar as perdas salariais acumuladas pelos servidores: “Ao final da Campanha Salarial, vamos convocar uma Assembleia para avaliar o resultado junto com a categoria”.

 

 

 

Título: Servidores de Jaraguá do Sul conquistam recomposição salarial de 7,42%, Conteúdo: “Uma vitória dos servidores municipais de Jaraguá do Sul”. Assim classificou o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaraguá do Sul e Região (Sinsep), Luiz Cezar Schorner, após a categoria conquistar recomposição salarial de 7,42%. A reposição na remuneração dos servidores, que será aplicada no início de maio e será acrescida do IPCA registrado em fevereiro e março, para pagamento em junho, foi anunciada Prefeitura de Jaraguá do Sul na manhã de hoje (17). Com esses percentuais aditivados aos salários, os trabalhadores públicos irão recuperar o valor de compra de suas remunerações, perdido pela inflação acumulada entre abril de 2019 e março de 2021. De acordo com a Lei 173/2020, estados e municípios não podem conceder aos salários dos servidores reajustes acima do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Desde o ano passado o sindicato catarinense mobiliza a categoria para a Campanha Salarial 2021. Em setembro, o Sindicato solicitou audiência com os prefeitos da região, inclusive em Jaraguá do Sul, para discutir a concessão de reajuste salarial imediato aos servidores, em virtude do aumento do custo de vida no país e em meio à pandemia do novo coronavírus. No mesmo mês, a assessoria jurídica do sindicato encaminhou à Prefeitura um Parecer em relação à Lei 173, defendendo a concessão de reajuste salarial com base no IPCA. Entre setembro e início de dezembro de 2020, o secretário de Administração e Finanças, Argos José Burgardt, acompanhado pelo Diretor de Gestão de Pessoas, Alessandro Buozi Martins, estiveram na sede do Sinsep, onde ouviram as reivindicações da categoria em relação à legalidade da reposição salarial e entre outros assuntos. No lançamento da Campanha Salarial, no dia 28 de janeiro, durante live na fanpage do Sindicato no Facebook, houve palestra e debate sobre as interpretações da Lei 173. Mesmo enaltecendo esta vitória da categoria, a direção do Sinsep lembra que a recomposição nos salários atende em parte a pauta de reivindicações, aprovada em Assembleia Geral virtual realizada na noite do dia 11 de fevereiro. A lista de reiniciações inclui ainda aumento no auxílio alimentação, que deve ser nos mesmos percentuais dos salários, e que o seu pagamento seja estendido a todos os servidores no valor máximo. Além disso, os profissionais pleiteiam que as horas-extras trabalhadas não sejam computadas como critério para ter direito ao benefício; a homologação do concurso realizado no início de 2020; a revisão no Plano de Cargos e Salários dos Servidores; a revisão no Estatuto do Magistério; e a manutenção e ampliação dos direitos da categoria. “Vamos continuar negociando estes demais pontos da nossa pauta de reivindicações até a data-base da categoria, que é em 1º de abril”, reforçou o presidente do Sinsep. Já ontem (16) à tarde, diretores do Sindicato estiveram na Câmara para conversar pessoalmente com os vereadores e pedir apoio à campanha salarial dos servidores. Cada vereador recebeu a pauta na íntegra. “Nossa visita aos vereadores surtiu o efeito desejado, já que o anúncio do reajuste aconteceu logo após a reunião entre o prefeito e os vereadores de sua base, nesta manhã”, acredita Luiz Cezar Schorner, reforçando que o Sinsep ainda continua na luta para resgatar as perdas salariais acumuladas pelos servidores: “Ao final da Campanha Salarial, vamos convocar uma Assembleia para avaliar o resultado junto com a categoria”.      



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.