Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Sindsep São Paulo celebra 28 anos relembrando lutas históricas

Sindicato lançou Revista dos 28 anos, publicação que registra a história da entidade.

Escrito por: Confetam/CUT e Sindsep São Paulo • Publicado em: 05/08/2015 - 15:01 Escrito por: Confetam/CUT e Sindsep São Paulo Publicado em: 05/08/2015 - 15:01
O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Paulo (Sindsep) realizou Reunião Ampliada de CRR e RSU no dia 24 de julho, comemorando os 28 anos de fundação da entidade e o anúncio da nova sede. O evento contou com a presença do jornalista Paulo Henrique Amorim, do blog Conversa Afiada, que fez uma análise do cenário político/econômico nacional e internacional. A atividade também lançou a Revista dos 28 anos, publicação que registra a história do Sindicato com suas lutas e conquistas.
 
Em sua análise, Paulo Henrique falou sobre o que chama de Partido da Imprensa Golpista (PIG), do monopólio da indústria de comunicação e da tentativa da Rede Globo de acabar com o Google e com o Netflix. A empresa estaduniense de streaming, com apenas 10 funcionários no Brasil, conseguiu 5 milhões de assinantes. Segundo Amorim, é o número de maquiadores do apresentador da Globo, William Bonner.
 
O jornalista mostrou-se a favor da regulamentação da mídia para acabar com o monopólio dos grandes meios. Ele ressaltou que a concentração midiática favorece a falta de ética e transparência da imprensa brasileira, que omite informações de relevância para a classe trabalhadora.
 
Além de Amorim, também contribuíram com o debate o presidente do Sindsep, Sérgio Antiqueira; Paula Leite, tesoureira do Sindsep e presidenta da Fetam/SP; Juneia Batista, secretária de Saúde do Trabalhador da CUT Brasil; Maria Godoy, secretária Geral Adjunta da CUT; e Adi Lima, presidente da CUT São Paulo. Todos parabenizaram o Sindicato pelos 28 anos de luta e destacaram a busca pela democratização social.
 
Sérgio Antiqueira reforçou a importância da democratização da mídia no país, criticando a mídia de massa nacional, que criminaliza os sindicatos. Para ele, é preciso reforçar a relevância da mobilização dos trabalhadores, pois é impossível defender a classe trabalhadora sem a busca pelos direitos humanos. Paula Leite finalizou o momento falando sobre a defesa dos trabalhadores públicos, além de anunciar a compra da nova sede do Sindicato com 3.800 m², localizada na rua José Bonifácio.
 
Arraiá do Sindsep
Para completar as comemorações, o Arraiá do Sindsep contou com a surpresa do secretário de Direitos Dumanos, Eduaro Suplicy, que fez uma homenagem ao Sindicato. Foi ao som do “ Caminhando e cantando e seguindo a canção” que o secretário contagiou a todos e todas com uma palinha desta música que marca a história de muita luta no período da ditadura.
 
O clima festivo permaneceu durante todo o evento a música Lia Raquel, funcionária do Sindsep e cantora profissional; quadrilha e comidas típicas nordestinas. Uma noite memorável que reforçou o lema do Sindsep: "Ninguém conquista sozinho”.
Título: Sindsep São Paulo celebra 28 anos relembrando lutas históricas, Conteúdo: O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Paulo (Sindsep) realizou Reunião Ampliada de CRR e RSU no dia 24 de julho, comemorando os 28 anos de fundação da entidade e o anúncio da nova sede. O evento contou com a presença do jornalista Paulo Henrique Amorim, do blog Conversa Afiada, que fez uma análise do cenário político/econômico nacional e internacional. A atividade também lançou a Revista dos 28 anos, publicação que registra a história do Sindicato com suas lutas e conquistas.   Em sua análise, Paulo Henrique falou sobre o que chama de Partido da Imprensa Golpista (PIG), do monopólio da indústria de comunicação e da tentativa da Rede Globo de acabar com o Google e com o Netflix. A empresa estaduniense de streaming, com apenas 10 funcionários no Brasil, conseguiu 5 milhões de assinantes. Segundo Amorim, é o número de maquiadores do apresentador da Globo, William Bonner.   O jornalista mostrou-se a favor da regulamentação da mídia para acabar com o monopólio dos grandes meios. Ele ressaltou que a concentração midiática favorece a falta de ética e transparência da imprensa brasileira, que omite informações de relevância para a classe trabalhadora.   Além de Amorim, também contribuíram com o debate o presidente do Sindsep, Sérgio Antiqueira; Paula Leite, tesoureira do Sindsep e presidenta da Fetam/SP; Juneia Batista, secretária de Saúde do Trabalhador da CUT Brasil; Maria Godoy, secretária Geral Adjunta da CUT; e Adi Lima, presidente da CUT São Paulo. Todos parabenizaram o Sindicato pelos 28 anos de luta e destacaram a busca pela democratização social.   Sérgio Antiqueira reforçou a importância da democratização da mídia no país, criticando a mídia de massa nacional, que criminaliza os sindicatos. Para ele, é preciso reforçar a relevância da mobilização dos trabalhadores, pois é impossível defender a classe trabalhadora sem a busca pelos direitos humanos. Paula Leite finalizou o momento falando sobre a defesa dos trabalhadores públicos, além de anunciar a compra da nova sede do Sindicato com 3.800 m², localizada na rua José Bonifácio.   Arraiá do Sindsep Para completar as comemorações, o Arraiá do Sindsep contou com a surpresa do secretário de Direitos Dumanos, Eduaro Suplicy, que fez uma homenagem ao Sindicato. Foi ao som do “ Caminhando e cantando e seguindo a canção” que o secretário contagiou a todos e todas com uma palinha desta música que marca a história de muita luta no período da ditadura.   O clima festivo permaneceu durante todo o evento a música Lia Raquel, funcionária do Sindsep e cantora profissional; quadrilha e comidas típicas nordestinas. Uma noite memorável que reforçou o lema do Sindsep: Ninguém conquista sozinho”.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.