Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Confetam participa da 27ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo

A secretária LGBTQIA+ da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), Sueli Adriano, esteve presente na 27ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo.

Escrito por: Thiago Marinho • Publicado em: 13/06/2023 - 10:04 Escrito por: Thiago Marinho Publicado em: 13/06/2023 - 10:04

Confetam/CUT

A secretária LGBTQIA+ da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), Sueli Adriano, esteve presente na 27ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, na Avenida Paulista. O ato, considerado pelo número de pessoas participando o maior do mundo, reuniu ontem (11) cerca de 4 milhões de pessoas.

O tema do evento deste ano destacou a luta pela garantia de direitos para a população LGBTQIAP+, especialmente na área de assistência social: "Queremos políticas sociais para LGBT+ por inteiro e não pela metade".

O ministro dos Direitos Humanos, Silvio Almeida, compareceu à Paulista e discursou em cima de um trio. Ele destacou que é importante falar sobre a diferença entre orgulho e soberba. “Soberba é algo negativo. Outra coisa é o orgulho. E é este que devemos ter."

”Orgulho de ser quem somos, das batalhas que vencemos, de todas as pessoas que estão aqui porque estão vivas, apesar de um mundo que as massacra”, disse o ministro.

Segundo o manifesto da 27ª Parada, divulgado pela APOLGBT-SP — associação responsável pela organização do evento em São Paulo—, as políticas públicas brasileiras não possuem um olhar voltado para a comunidade LGBTQIAP+, e o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) se mostra fragilizado quando se trata desta parcela da população.

”Chegou a hora de a Parada ser um instrumento para evidenciar os diversos dilemas vividos pela população LGBT+ que se encontra em situação de rua, com a falta de moradia e empregos, pobreza e exclusão social. É necessário discutir temas evidenciados na política de assistência social que possam gerar respostas e soluções para os problemas que estamos enfrentando", diz o manifesto.✅
 

Título: Confetam participa da 27ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, Conteúdo: A secretária LGBTQIA+ da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), Sueli Adriano, esteve presente na 27ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, na Avenida Paulista. O ato, considerado pelo número de pessoas participando o maior do mundo, reuniu ontem (11) cerca de 4 milhões de pessoas. O tema do evento deste ano destacou a luta pela garantia de direitos para a população LGBTQIAP+, especialmente na área de assistência social: Queremos políticas sociais para LGBT+ por inteiro e não pela metade. O ministro dos Direitos Humanos, Silvio Almeida, compareceu à Paulista e discursou em cima de um trio. Ele destacou que é importante falar sobre a diferença entre orgulho e soberba. “Soberba é algo negativo. Outra coisa é o orgulho. E é este que devemos ter. ”Orgulho de ser quem somos, das batalhas que vencemos, de todas as pessoas que estão aqui porque estão vivas, apesar de um mundo que as massacra”, disse o ministro. Segundo o manifesto da 27ª Parada, divulgado pela APOLGBT-SP — associação responsável pela organização do evento em São Paulo—, as políticas públicas brasileiras não possuem um olhar voltado para a comunidade LGBTQIAP+, e o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) se mostra fragilizado quando se trata desta parcela da população. ”Chegou a hora de a Parada ser um instrumento para evidenciar os diversos dilemas vividos pela população LGBT+ que se encontra em situação de rua, com a falta de moradia e empregos, pobreza e exclusão social. É necessário discutir temas evidenciados na política de assistência social que possam gerar respostas e soluções para os problemas que estamos enfrentando, diz o manifesto.✅  



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.